Usando Nolvadex E Clomid Juntos

Depois de ler este perfil até agora, você deve ter um nível razoável de compreensão em relação a como o nolvadex e o clomid diferem um do outro.

Por que pode ser essencial usar Nolvadex e Clomid juntos durante PCT

O melhor de usar esses dois itens juntos é que você está, na verdade, formando a barreira protetora mais poderosa contra o estrogênio, a supressão de testosterona e outros efeitos colaterais adversos relacionados aos esteróides, usando os dois produtos ao mesmo tempo.

Com nolvadex você é efetivamente capaz de proteger o corpo contra a acumulação residual de colesterol negativamente carregado, mantendo a ginecomastia na baía e, em geral, combatendo todos e quaisquer problemas estrogênicos, enquanto clomid é capaz de fornecer um kickstart maciço em termos de produção de testosterona.

Os dois se complementam perfeitamente e permitem que o usuário se cubra de forma eficaz a partir de “todos os ângulos”, em vez de simplesmente ter um elemento unidimensional de proteção. Dependendo da força da pilha de esteróides que você está usando, pode ser necessário implementar esse nível de proteção.

Clomid pode ser usado como um tratamento anti-gyno eficaz?

A resposta curta é sim - claro que pode!

Qualquer coisa que ajude a efetivamente reduzir a atividade estrogênica ao longo de um ciclo de esteróides ajudará, sem dúvida, a combater a ginecomastia. Isso não está em questão.

O que é questionável é o grau em que essa proteção ocorrerá, e certamente existem produtos mais eficazes para esse propósito específico (letrozol e nolvadex, por exemplo), mas isso não significa dizer que não é eficaz por direito próprio.

Comparado a não usar nenhum meio de proteção durante o ciclo, suas chances de encontrar ginecomastia serão significativamente reduzidas quando integrar clomid. Então sim, funcionará para este propósito ... simplesmente não é a melhor escolha por aí.

Usando o Clomid para recuperar os níveis naturais de HPTA

O HPTA ou eixo gonadal hipofisário hipotalâmico refere-se simplesmente à matriz de componentes corporais envolvidos no processo de fertilidade masculina / produção de testosterona.

Os níveis em questão aqui se referem aos níveis de hormônio dentro do nosso corpo que são relevantes para tais processos. Então, o que você está essencialmente considerando aqui é se o clomid é capaz de recuperar os níveis de FSH / LH e testosterona após um ciclo anabólico.

Como resultado da leitura até aqui, você já está ciente de que este é realmente o provável resultado final ao integrar clomid em uma fase pós-ciclo - é capaz de nos permitir restaurar a produção hormonal ideal dentro dessas áreas.

Como resultado da estimulação necessária necessária para produzir LH e FSH ao tomar Clomid, somos capazes de elevar nossos níveis de HPTA até seus reinos normais novamente após sua diminuição durante um ciclo de esteróides.

Efeitos de Clomids em Gonadotropins durante PCT

gonadotrofinas são simplesmente qualquer hormônio ou grupo hormonal que interaja diretamente com os órgãos genitais (ou “gônadas”, como eles também passaram a ser conhecidos como um derivado abreviado do nome da gonadotrofina que vemos aqui) como parte do processo de fertilidade.

LH e FSH são classificados como gonadotrofinas e são secretados pelos gonadotróficos (observe o link anterior) - ambos agem para produzir testosterona e melhorar a fertilidade masculina.

Clomid envia um sinal para o hipotálamo do cérebro para acionar a glândula pituitária para liberar esses hormônios das células gonadotróficas - isso, por sua vez, eleva nossos níveis de testosterona como mencionado anteriormente.

Como tal, podemos supor que clomid tem um efeito esmagadoramente positivo nas gonadotrofinas Na verdade, esta é provavelmente a principal razão pela qual alguém pode optar por utilizá-lo como parte de sua fase intra ou pós-ciclo.